segunda-feira, 14 de Junho de 2010

Topázios e Eumos; confusão

                                                  


                                                                                                                                                                 Não sou dado a artigos polêmicos, mas devo dizer que já faz algum tempo que esta matéria me incomoda.

Quando apareceram os primeiros Ágatas Topázios italianos e franceses, obtidos a partir de Ágatas Vermelhos Mosaicos das novas gerações (quer dizer, quase sem feomelaninas), houve uma ”grita” geral, pois a semelhança com os Ágatas Pasteis Vermelhos Mosaicos era (e é) flagrante.

Muitos criadores europeus que criam as duas cores continuam marcando os Topázios com anéis azuis de plástico para facilitar a identificação (maior rapidez). Hoje, com pássaros bem típicos e praticando bastante (isto é, criando as duas cores), já não é tão grande a dificuldade de identificar as duas cores ... mas os novatos continuam sofrendo; mas isso é outro assunto.

Com a aparição mutação do EUMO, um outro fator veio complicar o reconhecimento (exato e fácil) de certas cores. É evidente que nos casos de pássaros muito bem definidos ”tipologicamente” a diferenciação entre um Eumo e um Topázio não e tão difícil mas, repito, para os pássaros ”tipologicamente” muito bem definidos.


No ultimo congresso mundial de juizes OMJ, especializados em canários de cor, que se realizou entre 6 e 8 de junho do ano passado em Porrenrtuy - Suiça, do qual participei representando o Hemisfério Sul, estavam presentes 17 especialistas indicados pelos seus paises de origem.

Nesse congresso, o principal objetivo era rever e atualizar o manual de julgamento da OMJ que, escrito há cinco anos, necessitava urgente de uma boa revisão.

Não vou descrever as discussões e troca de idéias e conceitos ocorridos pois isso foi motivo de um relatório de vinte paginas que enviei aos presidentes da FOB e da OBJO em julho de 1997.

Vou ater-me aqui à parte que tratou das definições a serem atribuídas aos EUMOS e das dificuldades de sua identificação dada suas semelhanças com os TOPÁZIOS .

Sobre a mesa de discussões foram colocadas 30 fotos de Eumos, todos dos tipos Ágata e Verde, e aí me dei conta do problema.

Como já disse, os pássaros ”tipologicamente” bem definidos quase não apresentam dificuldades de identificação, mas os menos perfeitos...

Tomemos por exemplo um Verde Eumo (Mosaico Macho) e um Ágata Topázio (também Mosaico Macho), se o Verde não for suficientemente típico como Verde, a identificação torna-se bastante difícil.

Os olhos teoricamente vermelhos do Eumo praticamente desaparecem nos Verdes.

Se esse Verde Eumo não for bem típico como Verde, vai assemelhar-se muito com o Ágata Topázio.

As nuanças são pequenas e muita discussão vai existir. Como exemplo, no último Mundial em Zutphen, um criador expôs uma fêmea Cobre Eumo Mosaico (?) que acabou sendo considerada como uma Cobre Pastel Mosaico, pois era realmente impossível para o juiz considera-la como outra coisa, embora ela fosse, digamos, um pouco ”esquisita”.

Acredito que, à medida que ns pássaros forem sendo mais e mais ”tipados” pelos criadores, a situação irá se tornando mais fácil para os juizes.

Mas nos, juizes, teremos que criar um pouco dessas cores se quisermos realmente afinar o ”olho” com essas novas mutações.


Luiz Fernando Fachini Beraldi


Revista AICC 1998

Sem comentários:

Enviar um comentário